Como ensinar as 04 operações matemáticas

Tempo de leitura: 2 minutos

Todo bom professor sabe como é importante e essencial o conhecimento de matemática no nosso dia a dia, uma vez que ela está presente em quase todas as situações da nossa vida. Mas o que é fundamental para transmitir esse conhecimento aos alunos? Qual será a melhor metodologia para ensinar as quatro operações matemáticas básicas?

Uma coisa é fato: ensinar pressupõe a adoção de um método. No entanto, não recomendamos a adoção de uma técnica única e estática, pelo contrário, a utilização de um método fechado acaba por não contemplar todas as habilidades que precisam ser desenvolvidas em nossos alunos. Toda metodologia tem algo a nos ensinar!

Em razão disso, vale a pena conferir a nossa live sobre o “melhor método para ensinar matemática” e, de quebra, baixar um material completo sobre o assunto, clicando aqui.

Mas, voltando ao assunto, é possível ensinar as quatro operações (adição, subtração, multiplicação e divisão) tendo, como pressuposto, três nortes:

 

1.O CPA do Método Singapura:

No método de Cingapura (país que ostenta altíssimos índices de desempenho aritmético pelas crianças), os professores utilizam objetos reais para ensinar os números. A ideia básica é entender o raciocínio por trás de cada uma das operações, através da abordagem CPA (concreto, pictórico e abstrato).

A lógica é partir do concreto, caminhar em direção à representação gráfica e chegar no abstrato (sendo capaz de pensar os números mentalmente).

 

2. Introduzir os conceitos matemáticos a partir de problemas matemáticos:

Isso faz com que a criança pense primeiro e estimule o seu raciocínio, evitando uma mentalidade engessada. A resolução de problemas, nessa perspectiva, contextualiza a matéria na vida dos estudantes.

 

3. Apresentar problemas com verossimilhança:

Quando for trazer problemas matemáticos para os seus alunos, faça isso de forma que as situações pareçam reais.  Conte histórias sobre os problemas sem forçar a barra. Importante é aproximar a matemática do dia a dia da criança e não afastar ainda mais.

 

Conhecer esses três pontos é fundamental para uma tomada de decisão mais assertiva em cada momento da sala de aula.

 

Se você quiser ver, na prática,  várias dicas de atividades que utilizam esses conceitos, assista à nossa live, clicando aqui. Além disso, se quiser se aprofundar no tema, conheça o MAP – Matemática na Prática.

 

Gostou do conteúdo? Então, curte e compartilha!

Siga @clarissapereirapedagoga nas redes sociais. Lá nós damos dicas todos os dias para deixar a sua prática de sala de aula mais leve e doce.

Grande abraço,

Iara Rodrigues

(Texto redigido por Iara Rodrigues e revisado por Camila Oliveira).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *