Dicas para trabalhar a ortografia com os estudantes

Tempo de leitura: 1 minuto

Historicamente, a ortografia surgiu como uma forma de convencionar os distintos modos de oralidade de uma mesma língua. Ainda, ajustaram-se, com o tempo, as maneiras de escrever, a orientação espacial e a segmentação das frases e das palavras (MORAIS, 2008).

A normatização da ortografia pelos escreventes ocorre em um percurso evolutivo de aquisição da escrita alfabética-ortográfica. Na etapa alfabética, se constrói a consciência fonêmica, que compreende a convenção do idioma quanto às relações entre som e letra. Essa etapa se aperfeiçoa quando o aprendiz toma consciência de que não há uma relação totalmente unívoca entre grafema/fonema e “dá-se conta de que há letras que representam sons distintos e de que há sons iguais que são representados por letras diferentes” (MOOJEN, 2015, P. 38) – a etapa ortográfica.

Na etapa ortográfica, na escrita de palavras irregulares, para uma análise da letra a ser usada, é necessário memorização e reflexão. Dessa forma, a construção das habilidades ortográficas reflete as hipóteses da escrita do sujeito, implicando em erros que são esperados nesse percurso (MOOJEN, 2015).

Assim, precisamos criar estratégias para auxiliar os alunos no processo ortográfico. No vídeo abaixo eu dei várias sugestões sobre como trabalhar a ortografia. Confira, pois foi o vídeo mais acessado pelas professoras. Está imperdível:

 

MOOJEN, S. M. P. A escrita ortográfica na escola e na clínica: teoria, avaliação e tratamento. 3ª ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2015.

MORAIS A.G. Ortografia: ensinar e aprender. 4ªed. São Paulo: Editora Ática, 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *