Como corrigir produções de texto – parte 2

Tempo de leitura: 2 minutos

Vamos continuar com o post anterior? (Se você não leu, clique aqui!)

No último post nós apresentamos alguns cenários e suas possíveis soluções. Hoje, continuaremos falando sobre CORREÇÃO de PRODUÇÕES DE TEXTO. Vamos lá?

Devemos utilizar o texto apenas para avaliar ortografia?

Precisamos refletir sobre qual é o nosso objetivo, para quem estamos escrevendo, onde, como…? Podemos, sim, avaliar ortografia em todas as produções escritas; CONTUDO, não precisamos marcar sempre todos os erros. Podemos pedir, por exemplo, que eles façam produções com palavras específicas, a fim de sinalizar os erros que estão sendo trabalhados (MP/MB, R/RR…). Em outros momentos, podemos apenas marcar os erros em nossas anotações pessoais, para fins diagnósticos, e avaliar, ao olhar deles, outros aspectos, como estrutura, coesão, coerência… CUIDADO AO CORRIGIR QUESTÕES QUE NÃO FORAM ENSINADAS!

Criação de códigos para correção

É muito bacana combinar códigos e legendas com as crianças. Além do C/O (corrigido oralmente), por exemplo, nós podemos utilizar, ao decorrer do texto, alguns símbolos, como estrelinhas, corações… Cada símbolo remete a algum ajuste que deve ser feito: ajuste de margens, parágrafo, ortografia… Utilizar sempre os mesmos símbolos ajuda as crianças a se organizarem na hora da revisão ou da reescrita.

E para crianças que estão sendo alfabetizadas?

O nosso primeiro artigo será mais adequado! Questões de estrutura de texto e ortografia, por exemplo, só podem ser cobradas depois que as crianças já estão alfabéticas!

Pensar sobre as metas!

Como os meus alunos chegaram? Como eu quero que eles terminem o ano (o que o currículo me diz? O que eu realmente posso fazer dentro do meu contexto?)? A partir daí, vamos pensar e elaborar atividades para desenvolver estas habilidades nas crianças.

Trabalhar com a estrutura de texto EXPLICITAMENTE

A estrutura do texto precisa ser trabalhada. Uma boa estratégia é numerar parágrafos, pedir que cada um leia, pintar os parágrafos com cores diferentes (isso no caso das narrativas). Tudo depende do gênero trabalhado. Trabalhar com textos fatiados e dar sentido a eles, através da organização das ideias, também é bem bacana. Ainda uma outra ideia, seria utilizar cores diferentes para fazer a linha da margem e do parágrafo nos cadernos – assim as crianças saberão que a cada nova escrita, elas deverão começar na linha do parágrafo (uma boa estratégia é que a profe tenha também no quadro essas linhas coloridas, imitando o caderno dos alunos!).

Para saber MAIS sobre essas dicas, acesse a nossa LIVE na íntegra clicando aqui!

Gostou do conteúdo? Então curte e compartilha!

Aproveita para seguir a Professora Clarissa nas redes sociais, pois através delas damos dicas diárias para deixar a tua prática em sala de aula mais leve e doce!

Um abraço,

Camila Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *