Alfabetização e Letramento

Sete segredos sobre o ensino da ortografia 

Sete segredos sobre o ensino da ortografia 

9 minutos Resolvi compartilhar com vocês sete segredos que aprendi sobre a ortografia durante minha pesquisa de mestrado, que resultou na dissertação intitulada: DESEMPENHO ORTOGRÁFICO DE ESTUDANTES COM TDAH: ESTUDOS SOBRE A TIPOLOGIA DE ERROS DA LÍNGUA PORTUGUESA.   Mas antes de pensar sobre o ensino da ortografia, vamos entender sobre seu conceito e por que é importante ensiná-la? Vivemos imersos em uma sociedade grafocêntrica, em que a aprendizagem da escrita é extremamente significativa nas áreas sociais, culturais e acadêmicas. Tendo em vista que escrever não é um processo que ocorre de forma espontânea, Continue lendo

A consciência fonológica pode salvar a educação? Clarissa Pereira entrevista Artur Gomes de Morais

A consciência fonológica pode salvar a educação? Clarissa Pereira entrevista Artur Gomes de Morais

25 minutos “A criança só vai ter uma hipótese silábica se desenvolver habilidades de consciência fonológica, e eu quero que me provem o contrário.”  Artur Gomes de Morais, no dia seguinte ao lançamento do seu livro ‘Consciência Fonológica na Educação Infantil e nos Anos Iniciais’ Facetas exploradas por Magda Soares no livro referenciado (Alfabetização: a questão dos métodos).

Como corrigir produções de texto – parte 2

Como corrigir produções de texto – parte 2

2 minutos Vamos continuar com o post anterior? (Se você não leu, clique aqui!) – No último post nós apresentamos alguns cenários e suas possíveis soluções. Hoje, continuaremos falando sobre CORREÇÃO de PRODUÇÕES DE TEXTO. Vamos lá? Devemos utilizar o texto apenas para avaliar ortografia? Precisamos refletir sobre qual é o nosso objetivo, para quem estamos escrevendo, onde, como…? Podemos, sim, avaliar ortografia em todas as produções escritas; CONTUDO, não precisamos marcar sempre todos os erros. Podemos pedir, por exemplo, que eles façam produções Continue lendo

Correção de produções textuais: 5 cenários e inúmeras soluções

Correção de produções textuais: 5 cenários e inúmeras soluções

3 minutos Corrigir produções textuais pode ser um trabalho intrigante, afinal de contas, há MUITOS aspectos que podemos corrigir em um texto: estrutura, ortografia, coesão, coerência, sequência lógica de fatos… Sendo assim, hoje eu trouxe CINCO cenários que acontecem na sala de aula e suas respectivas soluções. Cenário 1: Alunos amontoados, um atrás do outro, esperando para nos mostrar os textos (fora os alunos que estão esperando para pedir para ir ao banheiro ou contar algo que o ‘fulano’ fez). Solução 1: Precisamos rever Continue lendo

7 PROVOCAÇÕES SOBRE ALFABETIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

7 PROVOCAÇÕES SOBRE ALFABETIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

4 minutos   Queremos começar o texto de hoje com uma provocação pensada a partir do livro “Alfabetização, a questão dos métodos”, escrito por Magda Soares. Leia com atenção e, posteriormente, vamos conversar sobre 7 aspectos polêmicos acerca da temática “Alfabetização na Educação Infantil”.     1 – Oito ou oitenta? Radicalismo não é a resposta. Parece que hoje, na Educação Infantil, vive-se o oito ou oitenta: foge-se das letras, ou sistematiza-se alfabetização diariamente, a fim de que as crianças aprendam a ler e Continue lendo

Provocações sobre Alfabetização e Letramento

Provocações sobre Alfabetização e Letramento

5 minutos AVISO: leia este texto, que é sério, em tom humorístico. Alfabetização e Letramento. Dois termos MUITO falados e pouco compreendidos. Em meio a tantas novidades políticas, estamos surfando na onda desses dois conceitos tão discutidos. Até quem não é da área anda opinando, mas será que as pessoas realmente sabem o que é Alfabetização? Sabem o que é Letramento? Será que nós, professores, sabemos? Chegou a hora de colocar os pingos nos “i’s”. O primeiro passo inteligente para pensarmos nesses dois conceitos Continue lendo

ALFABETIZAÇÃO: O QUÊ? COMO? QUANDO?

ALFABETIZAÇÃO: O QUÊ? COMO? QUANDO?

2 minutos Este texto foi escrito a partir da live “ALFABETIZAÇÃO: PRINCIPAIS DÚVIDAS”, em que fizemos um “esquenta” para a SEMANA DA ALFABETIZAÇÃO! Respondemos às perguntas mais recorrentes que chegam para mim. Se você não viu essa LIVE, é só clicar aqui . A ideia deste artigo foi repassar algumas dúvidas bem rapidamente, já que temos vídeos individuais para cada assunto. No decorrer do texto eu vou soltando os links para vocês. Vamos começar!? Qual o melhor método para alfabetizar? A questão não é Continue lendo

ATIVIDADES DIFERENCIADAS EM TURMAS DE ALFABETIZAÇÃO

ATIVIDADES DIFERENCIADAS EM TURMAS DE ALFABETIZAÇÃO

3 minutos Alunos com dificuldades em uma ou outra área, ritmos diferentes, turmas heterogêneas. Esse é o padrão da sala de aula de todo professor. Não existe, um ano sequer, que teremos turmas homogêneas. O motivo é simples: trabalhamos com pessoas e, uma das essências do ser humano é, justamente, as individualidades. Quando nos tornamos professores, tendemos muito a pensar sobre o ensino e pouco sobre a aprendizagem. Focamos nossos esforços em buscar um método melhor, atividades mais eficientes, e esquecemos de nos dedicar Continue lendo

AS RELAÇÕES ENTRE CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA E ALFABETIZAÇÃO

AS RELAÇÕES ENTRE CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA E ALFABETIZAÇÃO

4 minutos Existem muitos processos cognitivos que precisam ser desenvolvidos para que a alfabetização seja garantida: uma dessas habilidades essenciais é a consciência fonológica. Pra começo de conversa, vamos visitar brevemente o conceito de metacognição. Trata-se de uma habilidade de aprender como nós mesmos aprendemos e tornar isso um processo consciente. Esta é uma capacidade que pode ser desenvolvida, sim, pelo educador – e daí a importância de nós, professores, conhecermos os processos de neurocognição, a fim de melhor auxiliarmos nossos alunos a entenderem Continue lendo

Crianças que não decodificam já sabem ler?

Crianças que não decodificam já sabem ler?

2 minutos Não! Crianças que não decodificam não podem ser consideradas leitoras fluentes. Elas podem participar de eventos de letramento, de compreensão e interpretação, mas não são denominadas leitoras. Por outro lado, a leitura já foi considerada somente decodificação, estritamente mecânica. Hoje, diversos autores afirmam que leitura é uma atividade complexa, que não engloba apenas o domínio da decodificação, mas também da compreensão (Glossário do CEALE) . Um leitor que, por exemplo, não decodifica fluentemente, gasta muita energia fazendo as relações entre grafema-fonema, não Continue lendo