ATIVIDADES DIFERENCIADAS EM TURMAS DE ALFABETIZAÇÃO

Tempo de leitura: 3 minutos

Alunos com dificuldades em uma ou outra área, ritmos diferentes, turmas heterogêneas. Esse é o padrão da sala de aula de todo professor. Não existe, um ano sequer, que teremos turmas homogêneas. O motivo é simples: trabalhamos com pessoas e, uma das essências do ser humano é, justamente, as individualidades.

Quando nos tornamos professores, tendemos muito a pensar sobre o ensino e pouco sobre a aprendizagem. Focamos nossos esforços em buscar um método melhor, atividades mais eficientes, e esquecemos de nos dedicar a pensar sobre como o meu aluno aprende. Piaget foi o precursor dessa visão: compreender o desenvolvimento da aprendizagem no ser humano. Conhecer tais processos é fundamental, pois ajuda o professor a perceber o seu aluno e desafiá-lo, visando o seu avanço.

Direcionando essa discussão para refletirmos sobre alfabetização, muitas vezes conhecemos todas as hipóteses de escrita, mas não sabemos o que fazer depois do diagnóstico. Como ajudo o meu aluno a avançar?

Vamos pensar em propostas práticas? Todas essas ideias foram tiradas de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de uma aluna da Pedagogia. Olha só que interessante! Se você ficou curiosa/o, o link para o TCC está no fim deste artigo.

Tarefas com materiais didáticos já estruturados

  • Nós PRECISAMOS ter um objetivo comum a todos os alunos;
  • Dentro deste mesmo objetivo, podemos pensar em atividades diferentes para alunos em hipóteses iniciais (pré-silábicos) e mais avançados (silábicos/silábicos-alfabéticos/alfabéticos)
  • Por exemplo: Todos escreverão o nome dos animais. Os pré-silábicos ganharão a atividade com as caixinhas correspondentes ao número de sílabas das palavras. Os silábicos, silábicos-alfabéticos e alfabéticos, ganharão uma mesma tarefa, porém, além da divisão por número de sílabas, terão também os tracinhos correspondentes ao número de letras;
  • É importante fazer intervenções orais coletivas, analisar cada palavra. Uma atividade super simples pode se tornar muito preciosa quando bem explorada.

Prioridade para os alunos em hipóteses mais iniciais

  • Uma mesma atividade pode ser feita com toda a turma, sem adaptação. Contudo, devemos dar uma atenção diferenciada para os alunos que estão em hipótese pré-silábica. Esta atenção deve ser sistemática, por exemplo, duas vezes por semana.

Diferenciação dos desafios

  • Precisamos fazer o diagnóstico dos nossos alunos para saber como devemos intervir com cada um;
  • Por exemplo: uma caixa com um banco de palavras (já trabalhadas pela turma) começa a ser passada de mão em mão entre os alunos. O combinado é que, quando a professora bater palma, a criança que parar com a caixa na mão pega uma palavra. Se for uma criança alfabética, podemos pedir que leia a palavra e diga o que sabe sobre o que leu (conhecimento semântico). Se for uma criança que está em nível silábico, pedimos o número de vezes que ela abre a boca para falar aquela palavra.

Agrupamentos e interações com outros alunos

  • Agrupar, por vezes, os alunos em hipóteses semelhantes, podendo focar atenção para os grupos com hipóteses mais iniciais;
  • Em outros momentos, agrupar por hipóteses distintas. Os desafios comuns são importantes para que, juntos, possam confrontar hipóteses, chegar em consensos e avançar.

Outra coisa bem importante é se tranquilizar! Precisamos pensar em atividades diferenciadas, sim, mas não o tempo todo. Os alunos estão em ambientes coletivos, portanto, é bom que estejam em contextos e tarefas comuns.

Se interessou pelo assunto? Na nossa LIVE nós discutimos um pouco mais e trouxemos muitos exemplos! Vem conferir!

Clique aqui para assistir a Live no Youtube.

Livro:

Psicogênese da Língua Escrita – Emília Ferreiro e Ana Teberosky

TCC:

“Sora, tu trouxe atividade que eu sei fazer?”: estratégias didáticas utilizadas por professoras em formação para o avanço dos alunos em níveis iniciais de alfabetização – Eveline Bayer Deczuta

Clique aqui para conferir o TCC na íntegra.

Abraço,

Professora Clarissa

4 Comentários

    1. Avatar

      Que bom, Rita! Aplica e depois nos conta o resultado.

      Abraços,
      #EquipeClarissaPereira

      Responder
    1. Avatar

      Agradecemos o carinho, Eriuça!
      Abraços,
      Camila
      #EquipeClarissaPereira

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *