ALFABETIZAÇÃO: O QUÊ? COMO? QUANDO?

Tempo de leitura: 2 minutos

Este texto foi escrito a partir da live “ALFABETIZAÇÃO: PRINCIPAIS DÚVIDAS”, em que fizemos um “esquenta” para a SEMANA DA ALFABETIZAÇÃO! Respondemos às perguntas mais recorrentes que chegam para mim. Se você não viu essa LIVE, é só clicar aqui .

A ideia deste artigo foi repassar algumas dúvidas bem rapidamente, já que temos vídeos individuais para cada assunto. No decorrer do texto eu vou soltando os links para vocês. Vamos começar!?

Qual o melhor método para alfabetizar?

A questão não é qual o melhor método, mas quais são os melhoreS métodoS (no plural!)! O aluno precisa ser o protagonista do nosso ensino, e não o método em si. Precisamos pensar na nossa turma, nas suas individualidades e necessidades, para montar um planejamento adequado. Restringir-se apenas um método pode também restringir o aprendizado dos alunos.

Basta um contexto de letramento para a criança se alfabetizar?

Não basta o contato com o texto e com a sua funcionalidade para que as crianças se alfabetizem. É necessário um ensino EXPLÍCITO e SISTEMÁTICO do sistema alfabético de escrita. É claro que este ensino pode ser feito, sim, em um contexto de letramento!

A questão das apostilas

Muitas vezes o uso dos livros didáticos é obrigatório nas escolas; contudo, atividades diferenciadas, além do livro, devem ser feitas, considerando o nosso contexto de turma.

Se meu aluno está alfabético, ele está alfabetizado?

Alfabetizar não é estar no nível de escrita conhecido como alfabético. Existem muitos outros processos que devem estar apropriados para considerarmos uma criança alfabetizada (temos uma LIVE sobre isso aqui).

Como ajudar o meu aluno a avançar em suas hipóteses?

A partir do nível de escrita no qual o seu aluno se encontra, devemos criar atividades para desafiá-lo e ajudá-lo a avançar em suas hipóteses. Também temos uma LIVE sobre isso aqui.

O que é leitura?

Leitura envolve compreensão e decodificação (LIVE aqui). As crianças, desde pequenas, podem estar inseridas em contextos de leitura. Isso não significa que ela precisa, necessariamente, decodificar na Educação Infantil. Podemos pedir que eles recontem histórias, explorem livros, inventem a partir de imagens… No nível oral, é ótimo que as crianças de 5 anos conheçam as letras, trabalhem com consciência fonológica, rimas, aliterações e parlendas.

Mas então, qual a idade certa para alfabetizar? A discussão sobre isso está aqui.

Qual letra ensinar?

O tipo bastão se mostra eficiente nos primeiros momentos da alfabetização porque dá, visualmente, a ideia de unidade (cada letra é uma). Já a letra cursiva não nos dá uma percepção visual tão clara. Contudo, como professoras, não podemos deixar as crianças saírem da escola sendo “analfabetas” de algum tipo de letra. Veja mais aqui.

Gostou do conteúdo? Então corre pra te inscrever na SEMANA DA ALFABETIZAÇÃO: www.semanadaalfabetizacao.com.br/cap

Ainda dá tempo!

Te espero lá e em todas as minhas redes sociais!

Abraço,

Professora Clarissa

1 comentário

  1. Avatar

    Boa noite assistir o primeiro vídeo, e dorei e Sei que com essa descoberta (Clarisse ) vou pode aprimorar meus conhecimentos que facilitará toda a minha prática de sala de aula.Gostaria de informações sobre o curso.Tenho muitas dúvidas com relação a alfabetização.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *